Conheça 10 filmes argentinos imperdíveis!

Esqueça a rivalidade entre Brasil e Argentina e preste atenção na indústria cinematográfica dos nossos vizinhos. A construção do cinema argentino é repleta de filmes que nos fazem rir, chorar, suspirar e nos vermos representados nos dilemas cotidianos. Não são produções focadas em efeitos especiais, são longas que mostram que os detalhes são muito importantes, que as pequenas coisas da vida devem ser valorizadas. Quando for assistir algum filme dessa lista, já avisamos: você vai se apaixonar pela trilha sonora, pela fotografia e na maior parte das produções, por Buenos Aires. Por isso, resolvemos elencar os 10 melhores filmes argentinos.

Ah, sim, o ator Ricardo Darín é onipresente, mas você já deve saber disso. Dos dez filmes dessa lista, ele está em oito (e tem mais outros filmes incríveis do cara). É impossível não se encantar com a delicadeza imposta pelo ator aos mais diferentes personagens que representa. Cuidado: depois de assistir só o primeiro filme da lista (ou qualquer outro) você vai ser hipnotizado pelos seus charmosos olhos azuis e vai virar fã do cara. E se você pesquisar um pouco mais sobre ele, vai virar ainda mais.

1 – O Segredo dos seus olhos

Um filme lindo, emocionante e denso. “O Segredo de seus olhos” conta a história de Benjamín Esposíto (Ricardo Darín), um promotor aposentado, que decide escrever um livro sobre um caso que ele tratou e foi arquivado. Esse resumo de enredo pode dar a entender que esse é só mais um filme policial, mas longe disso. São abordados dilemas reais nas relações dos personagens. A direção é de Juan José Campanella e conta com uma das melhores atuações de Darín. O longa ganhou em 2010 o Oscar na Categoria de Melhor Filme Estrangeiro. Até remake já foi feito, inclusive! No ano passado foi lançado “Olhos da Justiça”, contando com Julia Roberts no elenco. Não assistimos, mas duvidamos que a indústria cinematográfica norte-americana tenha conseguido fazer um filme tão charmoso quanto “O segredo de seus olhos”. Não assistiu ainda? Então termina de ler este post e corre para o Netflix! Será impossível você não se apaixonar pelas cores, pela trilha sonora e por uma das histórias mais lindas já contadas no cinema.

2 – Relatos selvagens

Relatos Selvagens é um filme dividido em capítulos, que contam histórias do cotidiano que deixam os personagens (e talvez deixariam qualquer um de nós) fora do controle. É como se fosse um livro com seis contos, cada um vivido por uma pessoa diferente, com motivações e histórias diferentes. O filme ganha pontos por sua montagem linear e pela sua trilha sonora. Além de contar com a participação de Darín (sempre ele <3) como protagonista de um dos contos. E sim, você vai perceber que a agitação vivida na película é apenas um retrato dos tempos loucos em que vivemos.

filmes_argentinos_vigilia_nerd_2016_06_24_03

3 – Um conto chinês

Um dono de uma loja de ferragens que todos os dias faz a mesma coisa, no mesmo horário, do mesmo jeito. Roberto (Darín) é um senhor mau humorado que recorta casos curiosos publicados no jornal e os coleciona para se distrair. Tudo corre aparentemente bem até que um chinês que não falava uma palavra em espanhol cruza o caminho de Roberto. É um filme para repensarmos o quão estamos acomodados com a nossa vida e como devemos nos abrir para conhecer novas pessoas e ter novas experiências.

4 – O filho da Noiva

Outro filme com a dobradinha Campanella + Darín. O Filho da Noiva conta a história do quarentão Rafael Belvedere (Darín) que está entrando em crise existencial. Ele tem muitas responsabilidades no trabalho e nenhum tempo para diversão. Além disso, visita a mãe raramente, tem problema com a ex-mulher, não dá atenção para o filho como as pessoas acreditam que deveria dar e a atual namorada reclama de sua ausência. Um longa repleto de dilemas reais da vida adulta. A forma de tratamento das relações pessoais são o ponto alto do filme. Inclusive o início da doença da mãe de Rafael, Norma (Norma Aleandro), que sofre de Mal de Alzeiheimer.

5 – Abutres

Um filme com uma pegada bem mais policial. Em Abutres, Darín vive Sosa, um advogado especializado em acidentes rodoviários, que são apelidados de abutres. Sua rotina é preenchida por visitar locais de acidentes, emergências de hospitais e delegacias para procurar clientes e lidar com testemunhas, policiais, juízes e companhias de seguro. Mas como um bom longa argentino, a história não para por aqui. Existe um grande esquema de corrupção e desvio de dinheiro por trás de tudo. Para agravar a situação de Sosa, ele se apaixona por Luján (Martina Gusman), uma jovem paramédica e decide largar o trabalho sujo. Como sempre, nada é tão fácil quanto parece.

filmes_argentinos_vigilia_nerd_2016_06_24_02

6 – Tese Sobre um Homicídio

Darín vive mais um advogado no cinema. Dessa vez, dá vida a Roberto Bermudez, um especialista em Direito Criminal. Bermudez é bastante conhecido em sua região e ministra cursos. Um de seus alunos é Gonzalo (Alberto Ammann), filho de um velho amigo, e declaradamente seu fã, o que o incomoda. Durante o período letivo, um assassinato violento acontece perto da universidade e Roberto começa a investigar. Aí que começa um dos enredos de filmes policiais (com muito suspense) mais interessantes que já assistimos. Pontos para a fotografia do longa também.

filmes_argentinos_vigilia_nerd_2016_06_24_01

7 – Diários de Motocicleta

Na verdade, Diários de Motocicleta é um filme produzido em conjunto com muitos países, mas vale a pena assistir e por isso está em nossa lista. Além da Argentina, o longa também foi produzido aqui no Brasil, no Chile, Peru, Inglaterra, Estados Unidos, Alemanha e França. Com direção do brasileiro Walter Salles, o longa conta a história biográfica baseado no livro de memórias e nas viagens de Ernesto Guevara, o revolucionário Che Guevara, vivido por Gael Garcia Bernal. O enredo do filme é baseado na expedição de 52 que Che Guevara e seu amigo Alberto Granado (Rodrigo de La Serna) fizeram pela América do Sul. A trilha sonora do filme merece atenção! A música Al otro lado del río, do compositor uruguaio Jorge Drexler ganhou em 2005 o Oscar de Melhor Canção.

8 – Clube da Lua

O elenco com Darín e Eduardo Blanco e a direção de Campanella se repetem de O filho da Noiva. Dessa vez, quem vai mal é o clube Luna de Avellaneda e gera grandes preocupações para Román (Darín) e Amadeo (Blanco). Soma-se a isso problemas nos casamentos falidos, problemas financeiros e crises generalizadas, tanto financeiras quanto existenciais. Existe também uma abordagem política no longa, inclusive com propostas que geram questionamentos na relação ideais x finanças.

9 – XXY

Um filme sobre amor e respeito. Talvez seja o filme com o enredo mais surpreendente de toda lista. XXY, como o nome já sugere, fala sobre uma mutação genética conhecida como Síndrome de Klinefelter, onde a pessoa nasce com um cromossomo a mais e se torna intersexual. A história do filme é de Alex (Inés Efron), adolescente que vai viver com os pais Kraken (Ricardo Darín) e Suli (Valeria Bertucelli) em um pequeno balneário no Uruguai para fugir dos médicos que querem corrigir precocemente a mutação de Alex. É um filme para nos mostrar que ainda não estamos preparados para lidar com as diferenças.

10 – Medianeras

“Buenos Aires na era do amor virtual”. O subtítulo do filme já nos conta sobre o enredo. Um filme para ser assistido, refletido e discutido. A história de Martin (Javier Drolas) e Mariana (Pilar López de Ayala) nos faz repensar as nossas relações. Estamos cada vez mais conectados com quem está longe e desconectados com quem está perto. Martin e Mariana moravam a pouca distância e se encontraram no internet. Encontros, desencontros, citações e MUITA referência ao cinema e a cultura pop, o filme se torna encantador. E é quase impossível não se apaixonar mais um pouco por Buenos Aires depois de assistir Medianeras.

Filme Bônus: Argentina, 1985

Mais uma história baseada em fatos reais e históricos. Argentina, 1985 é um filme Amazon Original (do Prime Video), e desde já se configura em uma atração imperdível. Escolhido pelos hermanos para representar a Argentina na busca por uma indicação ao Oscar de Melhor Filme Internacional (em 2023), o longa remonta a investigação e processo para com a sangrenta ditadura militar do país. Uma lição e uma história para ser exibida em praça pública. Lá e aqui. E como se a história por si só já não bastasse, temos o bastião do cinema argentino, Ricardo Darin como um dos protagonistas. Relembre nossa crítica completa aqui!

5 Comments

  1. Alguns desses filmes já assisti, só que outros ainda não. Vou aproveitar essa lista para as minhas férias. É uma ótima dica para aqueles que só assistem filmes americanos, pois outros países também produzem bons filmes. Parabéns pela lista!

  2. Assisti “Relatos Selvagens” ontem a noite em Tela Quente….Muito bom!!!
    Valeu a dica!!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *