Michael Jackson cinebiografia

Michael Jackson vai ganhar cinebiografia por Antoine Fuqua

Era uma questão de tempo, não é mesmo? Depois dos sucessos de Bohemian Rhapsody, Rocketman, Elvis este ano de I Wanna Dance With Somebody, Hollywood vai produzir um filme biográfico sobre Michael Jackson, o Rei do Pop. A informação inicial é da Variety, que aponta o diretor Antoine Fuqua como o responsável pela dramatização. A Lionsgate será a distribuidora mundial do longa, que deve começar a ser filmado ainda em 2023.

O filme sobre a tumultuada vida de Michael Jackson será produzido por Graham King, vencedor do Oscar por “Os Infiltrados” (2006) e três vezes indicado por “O Aviador” (2004), “A Invenção de Hugo Cabret” (2011) e “Bohemian Rhapsody” (2018), que ganhou quatro Oscars, incluindo o de melhor ator para Rami Malek como Freddie Mercury.

Conforme informações do portal norte-americano, o roteiro será feito por John Logan. O filme do Michael Jackson já chega com a ideia de ser um retrato “nunca antes contado do cantor”. O filme deve explorar as várias fases da vida de Michael, incluindo suas performances mais marcantes.

Presidente da Lionsgate celebra o trabalho de Antoine Fuqua

Antoine Fuqua nos bastidores do filme “O Culpado”.

Segundo relato da Variety, Joe Drake, presidente da Lionsgate Motion Picture Group, “Antoine é um cineasta perspicaz e poderoso, e nos sentimos muito afortunados por ele ter escolhido Michael como seu próximo projeto. Suas habilidades visionárias de contar histórias e seu compromisso com sua arte farão de “Michael” um filme inesquecível”, disse.

“Para mim, não há artista com o poder, o carisma e o gênio musical de Michael Jackson. Fui influenciado a fazer videoclipes assistindo ao trabalho dele – o primeiro artista negro a tocar em alta rotação na MTV. Sua música e essas imagens fazem parte da minha visão de mundo, e a chance de contar sua história na tela ao lado de sua música foi irresistível”, celebrou Fuqua.

E aí, gostou da ideia?

Leia também:

Babilônia: Damien Chazelle entrega um drama musical, escatológico e exagerado

Lilo, Lilo, Crocodilo: um musical para toda família

Elvis, de Baz Luhrmann, é um deleite musical e de grandes atuações

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *