A espera acabou amigos. Enfim temos a estreia de um dos blockbusters mais aguardados do ano: Guardiões da Galáxia Vol. 2. Capitaneado mais uma vez por James Gunn, podemos sentenciar logo de saída: é tão bom quanto o incrível debut dos desconhecidos anti-heróis da Marvel em 2014. Recebemos de volta tudo que já imaginávamos: a sensacional trilha sonora (Awesome Mix Vol. 2 é uma mix tape melhor!), as piadas, o relacionamento conturbado da agora “família Guardiões”, ação e uma pitada de cenas milimetricamente coreografadas mesclando violência e humor. Como já prevíamos, James Gunn acertou a mão novamente. E ele mesmo já anunciou, volta para encerrar a trilogia de Senhor das Estrelas (Chris Pratt), Gamora (Zoe Saldana <3), Draxx (Dave Bautista), Rocket Raccoon (Bradley Cooper) e Baby Groot (ou será só Groot? na voz de Vin Diesel).

Aquele grupo de desconhecidos que você mais respeita!

Com o acréscimo de Nebulosa (Karen Gillan), Yondu (Michael Rooker) e Mantis (Pom Klementieff), Guardiões Vol. 2 já começa com a pegada de seu filme de origem e os créditos iniciais já vão empolgar enquanto você nem esquentou a poltrona do cinema. Mais colorido e despreocupado, Gunn flerta ainda mais com o non-sense e o humor negro, elevando alguns patamares pontuados em 2014. A trama, por incrível que pareça, não foi entregue durante os trailers e o conflito não é o que parecia ser. Peter e seus companheiros vão ter que superar uma ameaça surpresa e familiar (mas, por enquanto, sem muitos spoilers).

Draxx “Esmaga”!

Além de tudo isso, temos Kurt Russell na pele de Ego, o Planeta Vivo (mais um ponto para a Marvel e James Gunn). Com a canastrice que já conhecemos, ele rouba a cena e somos levados a história de origem de Peter Quill/Senhor das Estrelas. Afinal, já sabemos que Ego é pai de Peter. Draxx rouba a cena logo nas primeiras interações do grupo com o “Planeta”. E não podemos esquecer. Temos finalmente a participação de Sylvester Stallone e seu real papel na trama. Até mesmo ele parece ainda melhor numa produção da Marvel. Faltou alguma coisa? Stan Lee? Ele está lá. Referências? Ouso dizer que é o filme com mais easter eggs e referências da Marvel Studios. Fique atento a todos os detalhes.

A cena massacre mais sonora dos cinemas!

Contando com ainda mais personagens (os marvetes vão curtir) James Gunn conta uma história fechada. Como ele já havia avisado, não temos tanta intervenção do filme com o universo expandido da Marvel. Digamos que temos uma cena de grande importância. Nem precisamos dizer que é no pós-créditos. Aliás, segure-se na cadeira, desta vez serão cinco cenas extras! Algumas estão lá só pela galhofa, outras já dão a direção de futuro. Faltou alguma coisa? Talvez as Pedras do Infinito, no mais, Guardiões da Galáxia Vol. 2 toma algumas decisões ousadas e resoluções de conflitos (na porrada mesmo) que ninguém imaginaria.

O veredito da Vigília vem com um sorriso no rosto!

E quem ficou apaixonado por Guardiões da Galáxia vai adorar os produtos com as estampas incríveis da Chico Rei: http://bit.ly/2qrbpev

2 Comments

  1. Ahoy! Também achei que tem muito easter egg. Precisa conhecer bastante de Marvel pra pegar todos, mas nada supera o easter egg do do primeiro filme do Thor, que mostra a Manopla do Infinito =P
    Bom… veretidos são baseados em gostos, ok? Eu achei justo o de vocês, mas como o Robson já admitiu ser Marvete (hahaha) eu vou dar um pequeno pitaco.

    O filme é super divertido! Os personagens super bem entrosados. São uma família mesmo (como propõe-se ao longo do filme). O Yondu é um dos melhores e mais poderosos personagens que vi na vida! Eu não conhecia ele dos comics, li a respeito após o filme e acabei vendo que são parecidos, embora o do filme pareça mais forte. Uma pena ele ter morrido (me partiu o coração, pois gostava ele desde o primeiro filme).

    SOBRE a nota… Eu achei um tanto exagerada – mas como disse, é opinião, correto? Dei 8 estrelas e escrevi um review no IMDB. O motivo de dar 8 estrelas é apenas por questões que eu mencionei acima, como do entrosamento dos personagens e comédia o tempo todo – o que funcionou pra mim, no entanto… a história… ah a história. Qual?

    A única parte que gostei, foi saber a origem. De onde vem o Starlord e que ele é um semi-celestial, que não faz sentido deixar de ser, quando o Ego morre. Nenhum sentido.
    O problema foi a história como um todo, que é claramente uma desculpa para usar porque precisa, enquanto várias outras cenas legais acontecem. Rasa e fraca, assim que o plano é revelado, eu fiquei me sentindo caçoado pela hsitória. Novamente, o filme é ótimo, mas a história é péssima. Uma linha tênue, mas graças ao montante de cenas, o filme é ótimo, saca?

    O que me incomoda? As pessoas prestam uma atenção crítica seleta quando se trata de Marvel e DC. Elas acham basicamente tudo bom quando é da Marvel e são absurdamente críticas quanto a qualquer material da DC e quando algo da Marvel é absurdamente ruim, apenas se comentam as partes boas ou se esquece do assunto. Alguns exemplos:
    1. Civil War: vilão tão ruim quanto o Lex Luthor, do BvS
    2. Iron Man 3: um dos piores filmes da Marvel – personagens, interpretação cansada, história, motivos, etc
    3. Avengers 2: talvez o pior filme da Marvel

    Como costumo dizer, as pessoas deveriam ser menos seletivas e ir ao cinema tentando se divertir ao invés de procurar desesperadamente por defeitos em um filme – por isto que embora veja defeitos, me diverti na maioria dos filmes, como Suicide Squad, BvS, Civil War, Avengers, etc 🙂

    1. Hahaha, o homem do textão!
      Bem isso Rômulo, a opinião é de cada um e isso que é o legal da vida e, principalmente, para debatermos nas “internês” da vida. Também acho que rola uma seletividade entre as principais produtoras das HQs, mas isso ocorre em função dos contextos e históricos. DC tinha o cinema na mão, e foi perdendo… por um motivo muito simples, os responsáveis não foram felizes nas decisões (e da ideia até a publicação tem uma série delas para serem tomadas). Gostei muito do Superman do Zack Snyder (O Homem de Aço), mas o mesmo não dá pra dizer de BvS. Qto a Batman, Cavaleiro das Trevas do Nolan talvez seja algo que ninguém mais chegue perto.

      Discordo de Avengers 2 e Homem de Ferro 3, pra mim o segundo é o pior filme da Marvel. E enfim, no nosso podcast já tretamos sobre os filmes (http://ow.ly/uwOM30bnxqs) e vamos fazer uma segunda parte, com os “Piores filmes” das HQs.

      Seguimos sempre, a Vigília Não Para!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *