Primeiras impressões de Velma, nova série da HBO MAX, do universo de Scooby Doo

VELMA: primeiras impressões da série da HBO MAX

Com dois episódios já disponíveis, Velma é a nova série animada do universo Scooby-Doo

Velma conta a história da inteligente e perspicaz Velma Dinkley, que tanto conhecemos e amamos por ser parte da turma de Fred, Daphne, Salsicha e Scooby, da Mistério S/A. Só que agora, a história não é para a criançada: a nova versão tem uma pegada ‘mais adulta’, trazendo muita violência gratuita, como o trailer mesmo nos mostra.

A série é criada por Charlie Grandy, roteirista da versão norteamericana de The Office e do Saturday Night Live. Como protagonista, interpretando Velma, temos Mindy Kaling, que também assina o projeto como produtora executiva e repete a dobradinha da parceria com Grandy, que além de The Office, já foi vista em The Mindy Project e em outro sucesso recente (e que amamos) da HBO MAX, A Vida Sexual das Universitárias. 

Mindy, que além dos projetos citados, também foi responsável por Eu Nunca, da Netflix, nos traz uma nova versão de Velma, mostrando o seu início de “carreira” como investigadora, muito intensa, muito esperta e um tanto atrapalhada. A série propõe também versões diferentes dos personagens, com mais diversidade no elenco. Velma é indiana, Salsicha é negro e Daphne é asiática. Se tratando de um grupo criado em plena década de 1960, acredito que a proposição de mudanças fez muito sentido.

No elenco, também temos Constance Wu (de Lilo, Lilo, Crocodilo; Podres de Ricos e As Golpistas) como Daphne, Glenn Howerton (de It’s Always Sunny in Philadelphia) como Fred e Sam Richardson (de Abracadabra 2) como Norville, o Salsicha. Ainda no elenco com participações especiais, temos nomes como Jane Lynch, Wanda Sykes, Melissa Fumero (de Brooklyn 99 e Blockbuster) e ‘Weird Al’ Yankovic. Nessa adaptação, não haverá uma versão de Scooby (será?).

Destaques da nova versão de Velma

O fato de termos uma turma tão conhecida e adorada em uma versão completamente diferente (e sem escrúpulos) é o ponto principal. Temos aqui uma linguagem como a de séries de sucesso atuais, como Rick and Morty, Paradise Police, Big Mouth e a própria série da Harley Quinn da HBO MAX.  

É a turma do Scooby-Doo em uma sátira com adolescentes que talvez vendam drogas, que cometem crimes… tudo isso retratando o humor, as situações e as problemáticas da nossa sociedade atual. Uma nova proposta para uma história antiga. Por isso, não espere muito dos personagens, já que aqui temos personalidades e histórias de fundo bem diferentes do que nas versões clássicas da franquia.

Também é uma série que não tem medo de expressar a sexualidade dos personagens. Temos um casal de mães lésbicas e sim, Daphne e Velma são bissexuais, bem como sempre “prezou” as nossas fanfics. Velma, como série, parece estar disposta a quebrar estereótipos com muito sarcasmo e ironias sobre uma sociedade ultrapassada.

Com potencial para trazer cenas e mistérios sem noção, com muito sangue e com direito a muitas risadas, só podemos aguardar os lançamentos dos próximos episódios e confiar nela, que quase sempre acerta: a HBO MAX. E, claro, esperar que a série não seja desnecessariamente (ainda mais) bombardeada por um público que não gosta de mudanças.

LEIA TAMBÉM

The Last of Us: primeiras impressões

Casamento Armado: comédia com JLo ganha novo trailer

Conheça todos spin-offs de Game of Thrones

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *