Duas pessoas se conhecem, compartilham gostos em comum, se aproximam, ficam pela primeira vez, começam a se ver mais e mais vezes e a amizade se torna um relacionamento. Mas nem toda história se torna uma história de amor, assim como o romance de Tom e Summer em (500) dias com ela. Logo no início de filme já somos avisados: essa não é uma história de amor, é apenas uma história.

Não é apenas pela trilha sonora e pela fotografia que precisamos ver este filme (mas esses quesitos merecem pontos, diga-se de passagem). A história de Tom e Summer pode nos trazer muitas lições para os relacionamentos em que estamos ou ajudar a superar aqueles que acabaram. Elencamos algumas aprendizagens que o filme nos trouxe:

1 – Respeite quando a pessoa que está com você fala algo que pode ser crucial para o relacionamento. Summer logo no início disse para Tom que não queria namorar. Ele ignorou e insistiu. Só podia dar no que deu.

2 – Como nos flashbacks do filme, todo relacionamento começa feliz, mas a grande maioria vai perdendo os sorrisos, as cores e a vontade de estar junto. Assim acende o sinal de alerta para percebermos que tem algo muito errado aí.

3 – Não precisamos ficar com alguém para sempre. Quando vemos que nosso parceiro não é mais aquele alguém que faz nosso coração bater mais forte, tudo bem terminar. Ninguém precisa estar fadado a ficar infeliz. Mas ok, não é tão fácil quanto parece.

500_days_of_summer_vigilia_nerd_2016_05_30_02

4 – A vida segue. A nossa vida sempre segue e sempre irá seguir, independente de quem estiver conosco. Um término de relacionamento não é sentença de morte. Todos sobrevivem, entram em outra, mais cedo ou mais tarde. O importante mesmo é conseguirmos seguir em frente e buscar coisas novas.

5 – Alguém gostar das mesmas coisas malucas que você não faz ela ser o amor da sua vida, mas pode ajudar na aproximação e pode deixar o tempo que vocês estiverem juntos mais legal. Porém só isso não é garantia nenhuma de relacionamento bem-sucedido.

6 – Nem toda história é uma história de amor, mas não se martirize por isso. Nenhum relacionamento é o tempo todo bom ou o tempo todo ruim. Observe o que aconteceu de ruim e guarde as coisas boas depois do final.

500_days_of_summer_vigilia_nerd_2016_05_30_04

7 – Fazemos coisas idiotas quando nos apaixonamos, é inevitável. Usualmente damos foras que são inesquecíveis, principalmente para nós. Tem gente que fica vermelho só de lembrar.

8 – A culpa da sua projeção é só sua, lide com isso. Não culpe a pessoa que está com você de não alcançar as suas expectativas ou não ser do jeito exato que você quer. O mundo é muito mais do que acontece dentro da sua imaginação fértil.

500_days_of_summer_vigilia_nerd_2016_05_30_03

9 – Não viva frustrado. Tom odiava o trabalho, se deu mal no relacionamento, tinha uma vida mediada. Mas só ele poderia mudar a realidade que criou para si mesmo.

10 – Por fim, apesar de tudo, não desista de encontrar alguém que queira encontrar você, do jeito que você é. Não deixe de acreditar no amor. There is a light that never goes out.

Leia também:

Summer não é a pior pessoa do mundo

Filmes curtos (e ótimos!) para conferir no streaming

Superman Legacy: elenco, história e tudo sobre o reinício da DC no cinema

One Comment

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *