Casais brasileiros são os que mais traem ao redor do mundo… quando se trata de Netflix

Pesquisa mostra que 58% dos casais brasileiros já traíram o parceiro pelo menos uma vez na vida

BEVERLY HILLS, California, – A traição é sempre um assunto polêmico. E a julgar pelos dados divulgados na segunda-feira, dia 13 de fevereiro, talvez nem o seu relacionamento esteja a salvo. Aperte os sintos, porque o que vem agora são dados científicos. Mas calma, estamos falando apenas da fidelidade na hora de assistir sua série preferida. 🙂

De acordo com um novo estudo divulgado pela Netflix, pelo menos metade (46%) dos casais ao redor do mundo já “traíram”. Definida como ‘assistir à uma série de TV antes da sua metade da laranja’, a traição via Netflix foi descoberta em um estudo nos EUA, em 2013. Quatro anos mais tarde, as traições triplicaram e se tornaram um comportamento comum ao redor do mundo. Este comportamento só cresce, com 60% dos espectadores dizendo que trairiam mais frequentemente se soubessem que não seriam descobertos. E, uma vez que você trai, você não consegue parar: 81% dos infiéis são reincidentes e 44% traíram três ou mais vezes.

No Brasil não é diferente. Casais brasileiros e mexicanos são os que mais traem. Até 58% já confessaram ter assistido à série preferida sem o/a parceiro/a. E os homens são os que mais traem no Brasil, com 53% na “escala traidora”, deixando as mulheres com 47%. Para os casais entrevistados brasileiros, a comédia é o gênero favorito para as puladas de cerca: 43% preferem rir ao trair. Mas, os dramas ainda reinam entre os infiéis. Se a maioria das traições ocorre por impulso, são 86% dos casais que assumem isso, elas também se tornaram socialmente aceitas: 45% disseram que não é tão ruim assim. No entanto, casais brasileiros são mais ciumentos do que os pares chilenos: 16% pensam que esse tipo de traição é pior do que ter amante de verdade, contra apenas 8% dos chilenos.

Em um mundo de maratonas de séries em que é fácil falar “só mais um”, a traição via Netflix vem rapidamente se tornando o novo padrão…

Dados globais:

ONDE AS TRAIÇÕES ESTÃO ACONTECENDO? (EM TODO LUGAR)

Traições acontecem em todo o mundo… embora variem um pouco em cada país. Os maiores infiéis estão no Brasil e no México, onde 58% dos casais que fazem streaming já traíram. Os espectadores mais fiéis estão na Holanda (73% nunca traíram), Alemanha (65%) e Polônia (60%).

COM QUAIS SÉRIES ESTAMOS TRAINDO? (TODAS)

Embora nenhuma série esteja a salvo, as maiores tentações para traição são The Walking Dead, Breaking Bad, American Horror Story, House of Cards, Orange Is The New Black, Narcos, e Stranger Things.

POR QUE TRAÍMOS? (NÃO CONSEGUIMOS RESISTIR)

A maioria não planeja trair… isso simplesmente acontece: 80% das traições não são planejadas. O gatilho para a crescente tendência de traição? Dois terços (66%) dos pesquisados diz que “as séries são tão boas que não conseguimos parar de assistir”.

COMO TRAÍMOS? (DE TODAS AS FORMAS POSSÍVEIS)

Durma com um olho aberto: 25% das traições ocorre quando um dos parceiros adormece. Mas se isso constitui traição é motivo de debates acalorados. Metade dos consumidores acha que “traição no sono” não conta (53%), mas a moralidade de “traição no sono” varia pelo planeta. Os chilenos acham que não é um grande problema, enquanto o Japão vê como algo imperdoável. Muitos ainda estão traindo em segredo: 45% nunca admitem suas indiscrições.

TRAIR É TÃO GRAVE ASSIM? (DEPENDE DE ONDE VOCÊ VIVE)

Se você der uma escapada, não se martirize. A traição tem se tornado moralmente aceitável, com 46% dizendo que “não é tão grave”. Exceto, claro, se você vive em Hong Kong, onde 40% acham que assistir antes de seu parceiro é pior do que ter um amante de verdade.

COMO DIVULGAMOS A NOTÍCIA SOBRE ESSA TENDÊNCIA MUNDIAL?

Traições acontecem de muitas formas. Assim, a Netflix criou uma série de materiais para ajudar a explicar o fenômeno. “Perfis de Traição” destaca os tipos mais comuns de infiéis à espreita em casas ao redor do mundo. Este infográfico ilustra os motivos e comportamentos escandalosos de espectadores, e os GIFs com reações ajudam casais a trabalharem suas indiscrições para que protejam seus relacionamentos… ou continuem traindo.

Metodologia

* A pesquisa foi conduzida pelo SurveyMonkey entre 20 e 31 de dezembro de 2016 e é baseada em 30.267 respostas. A amostra foi balanceada por idade e sexo e representa uma população adulta online que assiste séries de TV via serviços de streaming, como um casal nos Estados Unidos, Canadá, Reino Unido, Austrália, Nova Zelândia, Filipinas, Cingapura, Índia, Japão, Taiwan, Coreia do Sul, Hong Kong, Emirados Árabes Unidos, México, Chile, Colômbia, Brasil, Argentina, Espanha, Portugal, Turquia, Polônia, Itália, Alemanha, França, Suécia, Noruega, Holanda e Dinamarca.

*Divulgação Netflix

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *