Alerta Máximo é a certeza que Gerard Butler devia ter ficado apenas no romance

Surge um clássico da Sessão da Tarde. E não, isso não é um bom sinal. Alerta Máximo, ou Plane, em sua versão original, é mais um filme de ação com avião e tempestade caindo que pode ser facilmente confundido com qualquer outro. Gerard Butler vestido de piloto não consegue salvar um longa que parece presunçoso e preguiçoso ao mesmo tempo.

Com uma história pouco criativa, Alerta Máximo começa cheio de enigmas, mas não entrega nada interessante até o seu final. Enredos paralelos e nenhum pouco interessantes aparecem para preencher os 107 minutos que não poderiam ser resolvidos apenas com a trama inicial. O piloto, vivido por Gerard Butler, é infelizmente o mesmo papel que Gerard Butler faz em todo filme de ação, como Tempestade. Poderíamos ter ficado com a versão dele em P.S. Eu te amo

Após uma ordem de atravessar uma tempestade, o nosso herói escocês – um tanto quanto americano – precisa fazer um pouso quase que milagroso. Porém, ele cai em uma ilha nas Filipinas onde um grupo ‘muito malvado’ pode colocar em risco seus passageiros. No primeiro momento pensei “será que vem aí uma tentativa de fazer um novo Lost?”. Mas o enredo não consegue nem chegar minimamente perto dessa produção audiovisual. Não temos desdobramentos claros sobre o acampamento, sobre nada que está acontecendo ali. O filme vai em uma velocidade totalmente diferente do que era esperado e passa por todos os dilemas de forma superficial.

A escolha de todos os vilões de Alerta Máximo é equivocada. Em primeiro lugar, temos um prisioneiro muito perigoso – nosso eterno Luke Cage, Mike Colter. Algemado e misterioso, ficamos nos questionando do que ele seria capaz ou qual seria seu crime. Todas as cenas mostram ele com um semblante malvado e, ao que tudo indica, tem um comparsa seu dentro do avião. Mas essa história logo se perde. Descobrimos que ele não é terrorista, nem matador de aluguel. Não é um grande traficante de drogas, nem nada do gênero. Ele cometeu um assassinato aos 18 anos. E o filme aponta ele como se fosse um grande vilão malvado que, se estivesse sem algemas, poderia matar todas as pessoas daquele voo. O quão racista pode ser essa parte do enredo? Afinal, ele um homem negro algemado e, por causa disso, todos que estão no voo tem medo dele, principalmente as meninas loiras europeias.

Gerard Butler devia ter ficado com filmes estilo P.S. Eu te amo e não arriscado em Alerta Máximo
Gerard Butler devia ter ficado com filmes estilo P.S. Eu te amo

Contudo, o problema étnico-racial não fica por aí. Como comentei antes, na ilha em que o avião pousou, quem está no comando é uma milícia filipina. Taxados como grandes e perigosos inimigos, essa milícia filipina é sanguinária e terrorista e só quer a morte ou o dinheiro dos ‘americanos bonzinhos’. Não acredito que seja de bom tom em 2023 vermos este tipo de vilania. Assim como em Noite Infeliz, russos, latinos e orientais que matavam e ameaçavam a vida dos americanos. Desta vez, são os filipinos. Até quando os Estados Unidos vai precisar de inimigos de outros países para mostrar sua versão heroica?

Falando das tramas paralelas, muitas são iniciadas, mas quase nenhuma é finalizada. Nem o fato de ser um voo de ano-novo se torna uma informação relevante. Por que um dos personagens é louco por limpeza? O que acontece com o casal que um voa na classe econômica e o outro faz um upgrade? E o cara que faz os vídeos? As meninas da selfie? Fazendo uma análise rasa, me parece que o filme quis mostrar que, independente do que acontecesse, estamos todos no mesmo barco furado. Ou melhor, neste caso, no mesmo avião caído.

Tecnicamente, Alerta Máximo é bem questionável. Cenas escuras, em que não conseguimos entender o que está acontecendo, o movimento da câmera que dá vertigem ao espectador e uma tentativa falha de incorporar novas tecnologias me fizeram sair do cinema com dor de cabeça.

Infelizmente, Alerta Máximo estreia no primeiro mês do ano e já figura a lista de piores filmes de 2023. Não empolga, não anima e entrega uma colcha de retalhos muito mal costurada.

Veredito da Vigilia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *