11º FRAPA anuncia mercado internacional e premiados

A 11ª edição do Festival de Roteiro Audiovisual de Porto Alegre chegou ao fim com novidades para os profissionais da indústria audiovisual. A primeira é a internacionalização do evento que acontecerá de 11 e 13 de abril de 2024, com o I Mercado Internacional FRAPA, na Espanha. Também foram anunciados os roteiros e curtas vencedores do maior evento do gênero na América Latina, que este ano recebeu mais de 700 pessoas, entre convidados, players e inscritos. Veja a lista completa abaixo.

A primeira incursão do evento fora do país acontecerá dentro da programação do VIII Encuentro Nacional de Guionistas (Encontro de Roteiristas), organizado pela FAGA (Federação de Associações de Roteiristas Audiovisuais) e pela ALMA (Sindicato de Roteiristas da Espanha), no Teatro Central de Sevilha. As inscrições podem ser feitas de 20 de novembro a 20 de dezembro de 2023 pelo site frapa.art.br/frapa-mercado.

Serão selecionados cinco projetos de série ou longa-metragem de autores brasileiros residentes no Brasil ou Espanha e dez projetos de autores espanhóis ou de autores ibero-americanos residentes na Espanha, dos quais cinco serão andaluzes. Os autores terão custeadas passagem e hospedagem para participação. 

Durante o evento, os selecionados vão receber consultorias, reuniões de mercado e poderão apresentar seus projetos em um Pitching aberto durante a realização do VIII Encuentro de Guionistas. Os selecionados também têm direito a uma credencial para usufruir da programação completa do Encuentro.

No Concurso de Roteiros de Longa-Metragem desta edição, o vencedor foi “Esta Cidade é um Deserto sem Você”, escrito por Raul Damasceno (CE), enquanto “Amapô”, de Maira Cristina (BA), levou o Concurso de Roteiros de Piloto de Série. No Concurso de Argumentos, o escolhido foi “Fragilidades”, de Paula Santos (MG). Nesta edição, foram inscritos 496 argumentos e mais de 400 roteiros de todo o Brasil.

Os destaques da Mostra Competitiva de Curtas foram “Infantaria”, que conquistou melhor roteiro, assinado por Laís Santos Araújo; “Escasso”, roteiro de Clara Anastácia, com melhor personagem, diálogo e roteiro segundo o júri popular; “Soberane”, roteiro de Fede Blanco e Wara, recebeu melhor cena; “Jussara”, roteiro de Camila Ribeiro, levou melhor final; “Solmatalua”, roteiro de Rodrigo Ribeiro-Andrade, ficou com melhor título; e a menção honrosa foi para “Remendo”, roteiro de Roger Ghil.

“Ficamos muito orgulhosos de poder oferecer premiações e benefícios que valorizem os roteiristas participantes do Concurso de Roteiros”, observa Rachel do Valle, diretora de programas do Projeto Paradiso, instituição filantrópica de apoio ao audiovisual brasileiro. “Além de oferecer a todos os finalistas da categoria Argumento mentorias, nosso programa de difusão de conhecimento dos profissionais apoiados, ainda tivemos a oportunidade de premiar “Esta Cidade é um Deserto sem Você”, de Raul Damasceno. Esperamos ver esses projetos crescerem e brilharem em breve”, complementa.

Vencedores do 11º FRAPA

Concurso de Roteiros de Longa-Metragem

Melhor Roteiro: “Esta Cidade é um Deserto sem Você”, de Raul Damasceno (Ubajara/CE)

Menção Honrosa: “A Repentista”, de Adelmo Passos e Fátima Diniz (Brasília/DF)

Concurso de Roteiros de Piloto de Série

Melhor Roteiro: “Amapô”, de Maira Cristina (Salvador/BA)

Menção Honrosa: “Ninja Bráu”, de Vitor Sousa, Pedro Henrique Cardoso e Anderson Soares Caldas (Arapiraca/AL)

Concurso de Argumentos

Melhor Argumento:  “Fragilidades”, de Paula Santos (Belo Horizonte/MG)

Menção Honrosa: “Toró”, de Anderson Almos (Rio de Janeiro/RJ)

Mostra Competitiva de Curtas-Metragens

Melhor Roteiro: “Infantaria”, roteiro de Laís Santos Araújo;

Melhor Personagem: “Rose” (“Escasso”), roteiro de Clara Anastácia;

Melhor Diálogo: “Escasso” (filme todo);

Melhor Cena: “Soberane”, roteiro de Fede Blanco e Wara (Cena em que Hakan corta seus cabelos diante da câmera);

Melhor Final: “Jussara”, roteiro de Camila Ribeiro;

Melhor Título: “Solmatalua”, roteiro de Rodrigo Ribeiro-Andrade;

Menção Honrosa: “Remendo”, roteiro de Roger Ghil;

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *